Resenha: Só você pode ouvir


jbc_svpmo.jpg (200×303)
Título: Só você pode ouvir | Kimi ni Shika Kikoenai
Autor: Otsuichi
Artista: Hiro kiyohara
Volume: Oneshot (volume único)
Editora: JBC
Sinopse: Ryo Aihara é uma colegial com vários problemas. Ela não fala muito bem em voz alta, não tem amigos, não consegue se relacionar bem com ninguém e… Não tem um celular. Em sua classe todos possuem o aparelho e isso leva Ryo a pensar que ainda que tivesse um, não haveria com quem falar nem pra quem ligar, já que a garota não tem um amigo sequer. Por esse motivo, ela começa a imaginar um celular. Escolhe o tamanho, formato, as cores e até mesmo a música do toque de chamada. De tanto imaginar o aparelho, em dado momento o celular imaginário realmente começa a tocar. E quando Ryo finalmente decide atender, vem a surpresa: tem alguém do outro lado da linha!


RESENHA
Assim como dito na sinopse, Ryo é uma colegial que além de ser tímida e não ter amigos, não tem um celular e aí passa a imaginar como seria ter um. Quando ela escuta a pessoa do outro lado da linha, conhecemos Shinya Nozaki, um colegial que sofre os mesmo problemas de Ryo, criando o seu celular imaginário também.

Ambos passam a se ligar através da imaginação, chegando até duvidar que tal coisa poderia ser apenas uma fantasia. Eles planejam provar se realmente quem está do outro lado da linha é real, e chegam até a descobrir que há certa diferença temporal entre os dois. 

Com as conversas, os dois ficam próximos. É triste ver Ryo mentir para Shinya, dizendo que tem amigos, quando na verdade, só tem a ele e mais uma personagem um tanto misterioso na estória.

Contudo, mesmo com a diferença temporal, que é cerca de 1 hora de diferença, os dois marcam de se encontrar e aí minha gente... é que coisas realmente acontecem!

O mangá por ser volume único, acaba tendo uma leitura fácil e leve. Não tem como não se emocionar com a história dos dois, mesmo sendo algo surreal, o fato de ambos partilharem de algo quando ninguém mais quer ouvir, emociona. O mangá não tem como foco principal o motivo de ambos não terem um aparelho telefônico, e sim, a solidão de estarem sozinhos no mundo real e não ter ninguém para conversar e dividir coisas do dia-a-dia. Recomendo para quem gosta de mangás que fazem refletir sobre a vida, deixando claro que existem coisas bem mais importantes do que bens materiais.

O mangá foi lançado em 2014, acredito que seja possível encontrar no próprio site da JBC ou em sebos. É algo que vale muito a pena ter na estante! 


Beijos de luz ;*

Compartilhe:

0 comentários